Todos que pensam em mudar de vida, raríssimas vezes pensam num país da América do Sul. Não sei se por preconceito ou por desconhecimento. Quando pensamos em mudar de país nunca pensamos nos países da América do Sul, uns por preconceitos, por falta de conhecimento ou mesmo por desinteresse. Seria Interessante, já que a corrida para os melhores países aumentaram significativamente, olhar para os países menos procurados, que muitas vezes oferecem também muitas oportunidades para viver com tranquilidade.

O Uruguai é um dos países mais prósperos da América do Sul, principalmente quando se trata de qualidade de vida. Sua população é relativamente pequena, com apenas 3,5 milhões de habitantes. A economia uruguaia é considerada estável, já que passaram ilesos de crises nos últimos anos.

Com o novo Acordo Brasil/Uruguai, tem menos burocracias para residir e trabalhar.
Montevidéu é uma cidade ótima, com muitos eventos culturais, baladas, porém muito tranquila, até mesmo o transito flui rápido, dando a impressão que ninguém tem pressa.

No inverno é muito frio, cidades como Montevidéu, a beira mar, é muito úmida com um vento gelado, mas em todas as casas tem calefação e ar condicionado.
Não podemos dizer que o custo de vida é barato, mas diríamos que praticamente é os mesmos na cidade de são Paulo. Possui uma gastronomia que não podemos colocar defeitos, No Uruguai um almoço pode custar entre R$ 45,00 a R$ 73,00, uma picanha para uma pessoa no mercadão custa R$ 62,00. La como cá podemos encontrar restaurantes de baixo custo, que um refeição custa entre R$ 15,00 a R$ 20,00.

O transporte não é um dos itens mais baratos, uma passagem de ônibus custa R$ 2,15, os táxis não são caros, para uma corrida de 5 kms você gasta R$ 23,00, sendo que a gasolina tem um preço bem alto gasolina 4,92 o litro.

As praias do Uruguai não deixam nada a desejar, desde, as mais calmas e tranquilas para família como a Praia Mansa, Atlântida, a Malvín as mais agitadas como Montoya e Punta Del Este.

Como lá tudo é perto, você pode ir a várias cidades como Colônia do Sacramento, um paraíso, Salto com fontes termais e parques aquáticos, Rocha, é uma praia protegida, podendo pescar, ou aproveitar o cassino, em Punta Del Este. Enfim passeios não faltam!

O que mais aterroriza o brasileiro é a segurança, lá como em qualquer lugar do mundo tem roubo, assalto, crime, mas longe da calamidade encontrada no Brasil. Pode-se fazer seu happy hour tranquilo nos barzinhos com mesas nas ruas, e seguir a pé, ou de carro sem pânico ao parar nos semáforos. Claro que é aconselhável como em qualquer cidade do mundo evitar os lugares afastados e escuros.

Encontrar um trabalho com bom salário no Uruguai não é das tarefas mais fáceis. Até se encontra, porém para um casal viver confortavelmente no Uruguai, necessitaria ter um salário equivalente a R$ 6000,00/7000,00.

Educação: Embora muita coisa tenha mudado a educação ainda continua de boa qualidade. O Uruguai foi o primeiro país da América a ter um sistema livre, e sem influencias religiosas, e o ensino é obrigatório a partir dos 4 anos de idade. Em 2016 foi construída a primeira escola sustentável da América latina, construída com materiais recicláveis. Uma vez por semana, as crianças têm uma hora de aula de horta e colhem frutas e legumes que elas mesmas cultivam, e que são incorporados às saladas servidas no refeitório.

Saúde: Conta com bom atendimento tanto no sistema público, que também oferecem gratuitamente remédios, como o particular. O sistema de saúde é mutualista, entidade publica e privadas que cobrem a assistência de toda a população. A partir do momento que a pessoa começa a trabalhar, automaticamente terá direito a um plano básico de Saúde. Tanto o empregador como o empregado paga. Caso prefira, esse valor pode ser utilizado para contratar um plano de saúde privado ou afiliação com um hospital.

Uruguai
Normas Gerais sobre Ingresso e Permanência, aos nacionais brasileiros e uruguaios, desde que requeiram.

  • Aos nacionais brasileiros e uruguaios pode ser concedida residência permanente ou visto permanente, desde que requeiram;
  • Os pedidos serão tramitados:
    a) Para o Brasil: no caso de visto permanente, perante uma Missão Diplomática ou Representação Consular brasileira; no caso de residência permanente, perante o Departamento de Polícia Federal ou diretamente à Secretaria Nacional de Justiça;
    b) Para o Uruguai: no caso de residência permanente perante uma representação diplomática uruguaia ou a Direção Nacional de Migração.
  • Os nacionais brasileiros e uruguaios que tenham obtido visto ou residência permanente com base no presente Acordo têm o direito de ingressar, sair, circular e permanecer livremente no território do país de recepção, mediante prévio cumprimento das formalidades previstas neste Acordo, e sem prejuízo de restrições excepcionais impostas por razões de segurança pública;
  • Têm direito a exercer qualquer atividade, nas mesmas condições que os nacionais do país de recepção, observados os limites impostos pelas normas internas de cada Parte;
  • O presente Acordo não invalidará ou restringirá direito e garantias individuais concedidos por meio de outros acordos internacionais de que sejam Partes Brasil e Uruguai.

Deixe uma mensagem